LOGIN :
Eduardo Felix Innovarisk

Conheça o Eduardo Félix – Responsável de Responsabilidades e Specs

Equipa innovarisk

Quando é que integraste a equipa da Innovarisk?

Acabei de fazer 6 anos de Innovarisk.

E como é que ficaste a saber da existência da Innovarisk?

Já conhecia no contexto profissional, mas na altura ainda como representante Hiscox, exclusivamente focada na subscrição de seguros de arte.

O que mais te chamou a atenção para optares pela Innovarisk?

A Innovarisk era uma empresa “fresquinha”, cheia de ambição e vontade de inovar, num setor que em regra é muito conservador.

Define a Innovarisk numa palavra.

Integridade.

O que mais gostas no teu trabalho?

Gosto sobretudo da possibilidade de conhecer atividades empresariais muito diversas, perceber como funcionam, quais as suas ambições e preocupações, e a partir daí identificar os riscos da atividade e respetivas soluções de cobertura à medida.

Desde que estás na Innovarisk, que diferenças podes apontar na tua vida profissional?

A Innovarisk é uma empresa que consegue afirmar muito bem os seus valores internos e traduzi-los em mais-valias no mercado. A autonomia dos colaboradores traz uma exigência elevada, a eficiência de processos proporciona rapidez de serviço e a transparência na atuação reforça a confiança dos nossos parceiros. Ao assimilar estes princípios, também a nossa própria atuação profissional se altera.

Como gostarias de ver a empresa daqui a 10 anos?

Maior, e certamente será, mas igualmente capaz de manter os seus princípios e ambições.

O que mais te fascina no mundo dos seguros?

Quando funcionam corretamente, os seguros são uma ferramenta poderosa e acessível a qualquer empresa, retirando um peso significativo da sua gestão. Os benefícios do contrato de seguro são reconhecidos há muitos anos e essenciais em muitas partes da nossa história global. Em Portugal temos um dos primeiros seguros formalizados ainda no século XII, que foi instrumental para a nossa construção naval.

Que diferenças existem para ti entre o mercado segurador e os restantes mercados?

Vejo o setor dos seguros como uma indústria, mas com uma diferença importante. O nosso produto é um bem intangível, uma promessa de que o segurador estará presente em caso de sinistro. Se tudo correr bem, essa promessa nunca chegará a ser posta à prova, mas ainda assim, sem usufruir propriamente do produto, o segurado retira o benefício esperado. Quando compra um seguro, o cliente não está só a comprar o direito a ser indemnizado, mas também o direito a não se preocupar com o risco da sua atividade. É um setor impar.

Que diferenças existem na Innovarisk em relação às tuas experiências profissionais anteriores?

Ainda hoje temos uma equipa relativamente pequena, mas não há muitos anos atrás tínhamos menos de metade dos colaboradores e um ambiente de “startup”, com a ambição, solidariedade e dinamismo característicos. Para mim, que tinha estado em empresas noutra fase de maturidade, com processos mais formalizados, foi um contraste grande.

Que conselho darias a um futuro profissional que pensa iniciar a sua carreira no setor segurador?

Diria que das coisas mais importantes que temos neste setor é a nossa palavra.

Como ocupas o teu tempo livre?

No dia-a-dia nem sempre sobra muito tempo entre as ocupações da vida profissional e da vida familiar, mas quando há essa oportunidade gosto de ler um bom livro ou de ver um filme. De férias (e em contextos mais normais) aproveito para viajar e conhecer novos locais.

Fale connosco