LOGIN :
Blog Dark Web

Dark Web

cyber

Vivemos num mundo dependente de computadores e programas, mas será que conhecemos bem o outro lado da Internet?

A Dark Web é uma das partes do lado negro deste Mundo. Mas afinal o que é? Podemos aceder à Dark Web?

Seguem-se algumas respostas.

O que é exatamente a Dark Web?

A Dark Web é todo oconteúdo que não é indexado por mecanismos de pesquisa. Ou seja, se eu pesquisar qualquer coisa num Motor de Busca não consigo obter dados que circulam na nesta zona da Internet.

O conteúdo da Dark Web reside na darknet, uma parte da Internet disponível apenas a navegadores específicos (como o Tor Browser) ou por meio de configurações específicas.

Ao contrário da Idade das Trevas, a Dark Web não é chamada de “Dark” por causa da falta de informação ou conhecimento, já que não lhe falta comércio e recursos. Mas este lado escuro da internet também foi projetado para fornecer anonimato, mantendo a comunicação privada e recorrendo a criptografia e roteamento de conteúdo por meio de vários servidores.

A Dark Web pode ser um fórum para atividades criminosas. Não é necessariamente má ou cheia de conteúdo perigoso mas é um espaço anónimo na web que tanto pode servir para o bem como para o mal.

A sua origem é muitas vezes ligada ao lançamento da Freenet em 2000, um projeto de tese de um Estudante que pretendia criar uma maneira de comunicar, trocar arquivos e interagir online, anonimamente.

Em 2002, a Dark Web cresceu significativamente quando investigadores apoiados pelos EUA lançaram a rede Tor. Esta rede foi criada para abrir canais de comunicação seguros para dissidentes que viviam em países com governos opressores e para agentes especiais americanos que viviam pelo mundo fora.

Mais tarde a base de código que estava subjacente ao Tor foi lançada sob uma licença gratuita, e uma organização sem fins lucrativos chamada “The Tor Project” foi criada. Em 2008 o navegador Tor foi lançado, permitindo que pessoas menos conhecedoras de tecnologia navegassem na Dark Web com relativa facilidade.

A Dark Web pode parecer grande, caótica e sem fronteiras ou regras, mas na verdade não é assim.

Estima-se existirem mais de 55.000 domínios, mas que apenas 15% desses sites estejam ativos. Isto significa que a rede total de sites da Dark Web ativos é apenas cerca de 0,005% da Internet. Estes domínios tendem a ser inconsistentes, com novos a surgirem e outros a desaparecerem, o que não é surpreendente dada a legitimidade questionável do que muitos oferecem. O próprio “The Tor Project” refere que, apenas 1,5% das pessoas que usam o Tor fazem-no para aceder à Dark Web. Isto parece demonstrar que a maioria das pessoas usam o Tor apenas para se manterem anónimas e não para praticar atos ilícitos.

Mas o que se passa na Dark Web hoje em dia?

Como a privacidade e o anonimato são as marcas desta, é fácil presumir que tudo o que lá acontece é ilegal. E, embora ocorra ali atividade criminosa, a Dark Web também é usada legalmente. Alguns utilizadores preferem simplesmente não compartilhar qualquer informação sua online e usam o Tor para aceder a sites normais que estão acessíveis por um browser normal como o Google.

A Dark Web é usada para fins Ilegais?

Sim, é usada para muitas atividades ilegais.

É possível comprar e vender uma variedade de drogas ilegais em mercados DarkNet, e alguns sites de comércio da Dark Web disponibilizam produtos como químicos perigosos, armas, drogas ou órgãos humanos.

Os Hackers oferecem os seus serviços, tais como acesso a contas de e-mail, perfis de Redes Sociais ou outras informações que podem ser usadas para Roubo de Identidade. Mas não vendem apenas os seus serviços: também materiais de instrução para ataques informáticos. Importa igualmente referir que empresas como a Uber e Netflix, conhecidas de todos nós, sofreram ataques no passado, com as contas dos seus utilizadores a acabarem à venda na Dark Web.

Há sites de abuso, que incluem pornografia infantil ou violência.

Também fraudes e scams ocorrem com frequência: ofertas boas demais para ser verdade, serviços que exigem pagamentos adiantados que nunca são cumpridos, e até mesmo malware.

É ilegal aceder à Dark Web?

Embora não seja um espaço seguro, é legal aceder a esta parte da Internet a partir dos Estados Unidos. Nos outros países depende da lei local (em Portugal é ilegal) já que, graças à navegação anónima, grande parte da Dark Web é dedicada a atividade ilegais.

Mas nem tudo é mau: as proteções de privacidade que oferece também são cruciais para ativistas que desejem partilhar informações, expor corrupção ou prevaricação, sem correr o risco de revelar as suas identidades no processo.

Por Ricardo Pereira, Subscritor de Linhas Financeiras

Fale connosco