LOGIN :
Filipa Peres

Conheça a Filipa Peres – Subscritora de Habitação

Equipa innovarisk mercado segurador

Quando é que integraste a equipa da Innovarisk?

A 2 de Março de 2020, duas semanas depois fechou tudo por causa da pandemia.

E como é que ficaste a saber da existência da Innovarisk?

Na verdade eu vi nascer a Innovarisk. Eu trabalhava para a Hiscox Iberia onde se incluía a Hiscox Portugal. Em 2013 nasceu a Innovarisk que assegurou o tratamento em exclusividade do negócio da Hiscox em Portugal e que foi fundada por pessoas que estavam comigo na Hiscox. Eu na altura continuei na Hiscox a trabalhar só para a sucursal de Espanha.

O que mais te chamou a atenção para optares pela Innovarisk?

Eu já conhecia e tinha experiencia de trabalho com a maior parte da equipa. Já sabia que o ambiente era bom. Conhecia também a maior parte dos produtos o que dava uma certa segurança.

Define a Innovarisk numa palavra.

Caminho

O que mais gostas no teu trabalho?

De tratar os pedidos, analisar as particularidades do risco, apresentar condições que sirvam as necessidades do cliente.

Desde que estás na Innovarisk, que diferenças podes apontar na tua vida profissional?

Apesar de em muitos aspetos ser parecido com o que estava habituada, tem a vantagem de ser uma empresa mais pequena. Há aquela proximidade entre as pessoas inclusive com a chefia, que depois se reflete numa maior flexibilidade em fazer adaptações às necessidades quer profissionais quer pessoais de cada um de nós. Numa empresa com centenas de funcionários a estrutura fica muito pesada, os procedimentos tornam-se muito estandardizados, e qualquer alteração é mais difícil.

Como gostarias de ver a empresa daqui a 10 anos?

Eu pessoalmente tenho muitas preocupações ambientais e quero que a Innovarisk seja de facto inovadora nesse aspeto. Não só a nível de produtos mas de toda a vida da empresa, materiais, equipamento, recursos, mobilidade, entre outros.

O que mais te fascina no mundo dos seguros?

A constante necessidade de se adaptar às novas realidades do mundo. Um bom segurador tem que estar sempre preparado para evoluir senão rapidamente é esmagado. É claro que isto acontece com tudo no mundo, mas os seguros acabam por ser transversais a qualquer atividade da vida de uma pessoa, família, instituição ou empresa.

Que conselho darias a um futuro profissional que pensa iniciar a sua carreira no setor segurador?

Investir na sua formação continua, na relação com a equipa de trabalho, na relação com o cliente, e estar sempre atento ao mercado.

Como ocupas o teu tempo livre?

O que é isso? O tempo que não estou a trabalhar? Estou sempre com a família, em casa somos 6 e temos mais família a viver a poucos metros. Vivo numa zona muito bem servida de todo o tipo de serviços do dia a dia e atividades de lazer. Fazemos tudo a pé ou de bicicleta.

Fale connosco