LOGIN :
Blog Domótica Innovarisk

A domótica na nossa vida

Habitação mercado segurador Seguros

Com o evoluir das novas tecnologias a necessidade de recorrermos a este tipo de meios também cresceu, não só na utilização intensiva de smartphones, de carros híbridos, ou da já famosa “cloud”, mas também no segmento doméstico.

Hoje em dia vivemos num Mundo onde o digital comanda quase todas as nossas necessidades. Se em tempos estávamos apenas restritos às comunicações móveis, em anos mais recentes esta tendência evoluiu de tal forma que hoje podemos comandar praticamente toda “a nossa vida”, e a “nossa casa”, a partir de um smartphone, equipamento fundamental ao nosso dia a dia e que deixou por completo de ser apenas mais um meio de comunicação áudio. 

O progresso que a sociedade atual sofreu devido à rápida evolução eletrónica levou-nos a um natural aumento do grau de exigência relativo ao conforto, à segurança, à gestão de recursos e à comunicação.

O ritmo frenético e incessante a que novos produtos chegam aos nossos lares provenientes das mais diversas áreas levam as pessoas a encarar como realidade o que há uns anos atrás parecia uma miragem ou algo retirado de um filme de ficção científica.

Ótimos exemplos disto são as luzes de corredor que se acendem apenas com a deteção de movimento, apagando-se prontamente quando este termina e possibilitando uma gestão energética mais económica e sustentável; frigoríficos com ligação à Internet onde se pode saber o seu conteúdo a qualquer momento e fazer a lista de compras com base nessa mesma informação; ou até o controlo remoto da climatização da habitação, de forma a termos a nossa casa com a temperatura ideal à espera que cheguemos no fim do dia. 

É sobre este tipo de assuntos que a Domótica, termo associado às “casas inteligentes”, se debruça.

O objetivo desta área recente é tornar uma simples habitação num espaço de lazer, com os respetivos requisitos de segurança, conforto e comunicação e onde a pessoa tenha uma vida mais facilitada e otimizada.

No entanto, e como não há bela sem senão, este tipo de sistemas continua a ter um valor de aquisição médio bastante elevado, apesar da sua cada vez maior ubiquidade no mercado, sendo que consoante for maior o “conforto” que pretendemos ter na nossa casa, mais alto será o preço a que teremos de o adquirir.

Existem atualmente muitos sistemas de domótica que podem alcançar preços entre 1 a 2 milhões de euros e que, por esse motivo, têm de ser considerados quando estamos a segurar a nossa habitação. Porque facilmente o conforto por ele gerado pode transformar-se num grande pesadelo caso não esteja seguro de forma adequada.

No seguro de habitação, a maior preocupação, para além de estar devidamente elencado e valorizado, passa por saber o valor associado aos riscos elétricos: no caso de um pico de tensão é provável que se tenha que substituir todo o sistema de domótica, sendo que na maior parte dos seguros de Multirriscos Habitação em Portugal a cobertura de riscos elétricos está restringida a um sublimite muito reduzido e que normalmente não ultrapassa os € 15.000 na melhor das hipóteses

Tendo em conta as necessidades dos nossos clientes, optámos por não limitar esta cobertura na nossa apólice standard de Habitação, pelo que o valor garantido em perdas ou danos provocados por riscos elétricos é igual ao capital contratado, quer para edifício quer para conteúdo.

Desta forma o cliente sente-se tranquilo, e pode disfrutar da sua Domótica, sem preocupar-se com o que possa acontecer.

Por Marta Léon, Subscritora de Patrimoniais

Fale connosco