LOGIN :
Blog - 2021 – O que podemos nós e as Empresas esperar?

2021 – O que podemos nós e as Empresas esperar?

D&O Seguros

Deixámos 2020 e entrámos rapidamente em 2021. Mas o que iremos encontrar neste novo ano?

Incerteza certamente. Muitas decisões politicas, económicas e sociais complicadas e muitas delas não populares. Mas queria-me focar para já na incerteza e em como isso pode afetar-nos a nós e também às Empresas.

2020 foi um ano terrível a todos os níveis, com muitas Empresas a terem de fechar portas, a terem de despedir muitos Recursos Humanos, mas será que em 2021 será diferente? Ou vamos pagar a fatura de 2020?

Uma coisa é certa… ou incerta: não sabemos quando terminará este desafio chamado Covid-19, nem sabemos quais os impactos reais que provocou ou provocará. Isso são coisas que sabemos apenas nos “pós-Guerra”. Mas o que sabemos agora? Sabemos que haverá muitas decisões a tomar nas Empresas pelos gestores: onde devo investir? Devo manter a empresa aberta? Devo manter colaboradores ao abrigo do Layoff? Em que produtos devo apostar?

Isto são tudo perguntas de difícil resposta e todas elas acabam por estar ligadas á continuidade da Empresa, e todas elas podem ter duas ou mais visões. É este o desafio dos gestores em 2021! É este o desafio que vão ter de enfrentar todos os dias, tomando decisões, influenciando vidas, famílias, empresas, negócios de muito tempo.

É nestes momentos onde, quem toma decisões deve também estar minimamente protegido. Quando falamos em proteção, falamos de um instrumento que serve para minimizar ou proteger, como queiramos dizer, as difíceis decisões dos gestores, e esse instrumento chama-se apólice de D&O (Diretores e Administradores em bom Português).

Mas afinal para que serve este instrumento e em que vai ajudar os Diretores, Administradores, Gestores e até Empregados? Todos os que tomem decisões de Gestão no seu dia-a-dia acabam por estar sujeitos às mais variadas reclamações: de empregados, de outros decisores, do Estado, dos donos da Empresa. Basicamente, de muita gente!

Este instrumento, em forma de apólice de Seguro serve para proteger quem toma decisões de gestão, ou seja, um ato errado de gestão pode estar coberto por esta apólice, dando alguma paz de espírito a quem as toma. Mesmo que exista uma reclamação, está lá a apólice de seguro para ajudar… e mesmo que não exista indemnização, existirá quase certamente a necessidade de incorrer em custos para garantir a defesa jurídica.

Por outro lado, esta apólice garante igualmente a continuidade da Empresa, pois, quem toma decisões acaba por influenciar a continuidade da Empresa.

Torna-se, portanto, importante, em 2021 tirar um pouco de tempo para pensar no que fazer neste ano, mas principalmente, como nos precavermos.

Por Ricardo Pereira, Subscritor de Linhas Financeiras

Fale connosco